Bem Vindo ao Espaço Più Vita.

Atendimento: Segunda a sexta-feira, das 7h às 20h
  Contato : (65) 3056-7800

Por que meu bebê deve fazer natação?

A criança, em seus primeiros anos de vida, sofre um intenso processo de desenvolvimento e maturação, em todos os seus sistemas, sendo que, nos primeiros 5 anos, ela tem a capacidade de ter 90% do seu cérebro preparado para o futuro.

A natação, primeira atividade física recomendada para o bebê, pode auxiliar e estimular todo este desenvolvimento.

Os bebês já são adaptados ao meio líquido desde a gestação, sendo capazes de executar diversos movimentos natatórios, demostrando uma série de reflexos, comuns na primeira infância. A natação consegue aumentar todos os estímulos através de atividades que facilitem o desenvolvimento dos órgãos sensoriais das crianças, como o tato, a audição, o olfato, e a visão. Por este motivo, as aulas são repletas de brinquedos coloridos, brincadeiras e músicas, que estimulam a memória e aumentam o vocabulário significativamente.

A natação é recomendada após os seis meses de idade, quando o bebê já deve ter tomado a maioria das vacinas. O melhor método para iniciar o bebê na atividade aquática é a natação com os pais. Neste método o papel dos pais é fundamental, estes devem mostrar segurança aos bebês ao mesmo tempo que reforçam os seus vínculos, possibilitando uma experiência original e única. As aulas devem ser orientadas por um profissional especializado e não devem durar mais que 30 minutos e é recomendado que o bebê use fraldas especiais e não se alimente até 1 hora antes. Após a aula, oferecer sempre uma “recompensa” para o bebê, como o leite ou um lanche bem gostoso.

Por que devo colocar meu bebê na natação? Entre os motivos principais estão a melhora na coordenação motora, ajudando a estimular o bebê a sentar, engatinhar e andar mais facilmente; aumento do apetite; ajuda a prevenir algumas doenças respiratórias, aumentando a resistência respiratória, e, principalmente, aumenta o vinculo afetivo entre pais e bebês.

Graziela Milanello, médica e mãe de 2 crianças que fazem natação desde o 1º ano de vida